Arquivo | Telecomunicações RSS for this section

Tecnologia 4G? Como assim?

tecnologia 4g Um dos termos tecnológicos na moda nestes dias, o 4G, é também um dos mais incompreendidos.

A abreviatura de “4 Generation” é simplesmente um termo de marketing termo para descrever a nova geração da tecnologia de redes móveis.

A primeira geração ou 1G, foi composta dos primeiros telefones celulares, o 2G, que começou no início dos anos 90, foi caracterizado pelo uso de tecnologia digital e o início das mensagens de texto, em seguida, a eficiência foi melhorada com o processamento de dados do 3G, permitindo a visualização de sites em seu formato original.

A tecnologia 4G, ainda em desenvolvimento, é caracterizada por:

Leia Mais…

Banda larga pode ter isenção de ICMS

Banda larga pode ter isenção de ICMSO Ministério das Comunicações e o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) retomaram a discussão sobre desoneração de ICMS para banda larga, uma das condições para que o Plano Nacional de Banda Larga possa oferecer internet a preços baixos. O coordenador do Confaz e secretário da Fazenda da Bahia, Carlos Marques, após reunir-se com o ministro Paulo Bernardo, disse que há disposição de todos os Estados para adotar a isenção.

Porém, segundo ele existem "condições" que precisam ser atendidas. A primeira é que o governo encontre meios de garantir que as empresas transformem a isenção em redução efetiva de preços para o consumidor final. O Confaz deverá analisar uma proposta definitiva em junho. Nesta sexta-feira, o tema voltará a debate entre o conselho e os representantes das empresas de telefonia, em reunião que ocorrerá em Salvador.

Leia Mais…

GVT planeja banda larga de 35Mbps por R$ 100

GVT planeja banda larga de 35Mbps por R$ 100A operadora GVT está disposta a popularizar o acesso à internet em alta velocidade no país. A empresa planeja vender acesso de 35Mbps por menos de R$ 100 ao mês.

O novo preço será adotado dentro de 12 meses, informou Régis Turrini, vice–presidente de estratégia e desenvolvimento da Vivendi, controladora da GVT. "E queremos que o preço de 50Mbps se torne acessível entre 2012 e 2013", acrescentou o executivo. A GVT tem notado em suas próprias vendas um crescimento na demanda por velocidades altas. Em dezembro passado, 49% das novas assinaturas eram de pacotes de 15 Mbps, disse Turrini.

Leia Mais…

Tecnologia da Informação e Telecomunicações: um setor em pleno aquecimento

tecnologia e telecomunicação O mercado de tecnologia da informação e comunicações (TIC) segue como um dos segmentos mais aquecidos da economia, tanto brasileira como mundial. O Gartner prevê que os investimentos em TI totalizarão US$ 3,6 trilhões em 2011, um aumento de 5,1%, em relação ao ano passado (veja quadro abaixo). Os números são globais, mas a tendência do Brasil é seguir um ritmo parecido.

Por aqui, mercado brasileiro de tecnologia da informação terá crescimento de 13% em 2011, somando US$ 39 bilhões em investimentos, segundo a consultoria IDC. O setor de telecomunicações também deve imprimir expansão e somar US$ 70 bilhões. Além disto, o País foi incluído na lista do Gartner como um dos 30 melhores para offshoring.

O Brasil aumenta seus gastos com tecnologia em um ritmo maior que a média de outros países (de 7%). Parte da euforia deve-se ao aquecimento da demanda por tecnologia por parte de corporações dos mais variados setores — incluindo neste montante as de médio porte, nas quais a informatização passa a ser uma realidade cada vez mais presente. No entanto, até estas empresas fincarem de vez os pés numa infraestrutura mais robustas, os segmentos de finanças, telecomunicações, manufatura, órgãos de governo e estatais ainda devem responder por 70% de todo o investimento em TI no Brasil em 2011.

Leia Mais…

Melhor uso de sistemas web e internet

Melhor uso de sistemas web e internetA idéia de Sistemas rodando em Plataforma Web, é uma tecnologia relativamente nova, e surgiu da necessidade de atender um maior número de usuários, com um menor custo de Hardware e mão de obra.

Os Sistemas Locais funcionam na máquina do usuário, fazendo consultas a um Banco de Dados, processando todas as informações obtidas, localmente, exigindo assim, uma maior robustez do equipamento do usuário.

Os Sistemas Web funcionam em um Servidor, onde é executado todo o processamento e consultas a Banco de Dados, a máquina do usuário, funciona apenas como um visualizador dos resultados obtidos a partir do Servidor.

Desta forma exige-se muito do Servidor onde o Sistema está instalado, e menos da máquina do usuário, outro ponto positivo é que não é necessário instalar nenhum software localmente, para usar o sistema a única exigência é que se tenha acesso a Internet, ou a Rede Interna.

Imaginemos o seguinte cenário:
A máquina local é um solicitante de informações que são visualizadas em sua tela, essas solicitações são enviadas para o Servidor que se encarrega de selecionar as informações necessárias, processá-las, e organizá-las de forma que elas possam ser entendidas pelo usuário, a solicitação é enviada pela Rede, e o resultado é enviado de volta por esta mesma rede.

Leia Mais…

Redes Privadas Virtuais – Parte I

Redes Pivadas Virtuais – Parte I

Atualmente é comum que pessoas utilizem computadores com a finalidade de acessar a Internet para verificar suas mensagens de correio eletrônico (e-mail), acessar remotamente a rede da empresa onde trabalha, realizar transações bancárias, entre outras. O grande problema em acessar e disponibilizar essas informações pela Internet está na segurança, ou melhor, na falta dela. O ideal nesses casos seria que o acesso pela Internet fosse associado a um conjunto de tecnologias que permitiriam uma forma segura e transparente de comunicação, garantindo a privacidade das informações.
Essa solução existe e é conhecida como rede privada virtual ou VPN (Virtual Private Network). Uma rede privada virtual é capaz de garantir a privacidade das informações que por ela trafegam uma vez que só pode ser utilizada pelos funcionários da uma empresa ou grupo de pessoas devidamente autorizadas. Além do tráfego de dados, uma rede privada também pode ser usada para o tráfego telefônico interno entre a matriz e filiais de uma empresa, podendo incorporar as conexões com fornecedores ou clientes e prover ainda o acesso remoto aos funcionários que realizam atividades externas como vendedores e pessoal de assistência técnica.

Leia Mais…

“Grampos Digitais”: Voz sobre IP é seguro?

“Grampos Digitais”: Voz sobre IP é seguro?A tecnologia que permite o transporte da voz utilizando o protocolo IP, conhecida como VoIP, está no topo da lista de atenção dos usuários e gerentes de TI da maioria das empresas. Isto não é nenhuma surpresa levando-se em consideração a forte redução de custo e o aumento da flexibilidade no uso das redes proporcionada por ela.

Esta situação, aparentemente campeã, está longe de ser perfeita e várias dificuldades devem ser observadas para sua adoção. A primeira delas está no aumento da complexidade no projeto das redes pois estas agora serão responsáveis por transportar um tipo de informação que estabelece limites de tempo e atraso de transmissão. Outro ítem de preocupação é com a segurança dos dados (no caso a voz) trafegados. Isto mesmo!!! Imagine que, além da possibilidade de saber por onde você navega, os “curiosos” podem ouvir o que você fala. Certamente uma situação nada agradável.

É bom lembrar que a infra estrutura da rede telefônica convencional está sob o controle de uma ou poucas empresas. Muito diferente do VoIP onde todos os protocolos são de conhecimento público e a própria rede utilizada, na maioria das vezes, é a Internet (que não é nenhum exemplo de privacidade). Considerando que a voz será transportada como dados, quais as ameaças no uso desta nova tecnologia?

Leia Mais…

%d blogueiros gostam disto: