VMware para Hyper-V

Windows Server Hyper-V Logo

vmware-logo

Existem várias formas de converter uma VMDK para VHD, pode-se usar o Acronis Universal Restore gerando um TIB da VMDK e restaurando na VHD, pode usar o Acronis Echo Server para Converter o TIB em VHD, o WinImage, enfim, existe uma infinidade de programas e métodos para isso, vamos relatar a forma que acreditamos ser melhor, mais rápida e segura.

Primeiro, faça um backup dos arquivos da VM no VMware, todos os arquivos da pasta, com ela desligada. Depois disso ligue novamente, remova o VMware Additions.
Este ponto é muito importante. Como a VMware recomenda e usa por default o HD SCSI e a Microsoft recomenda e usa por default o HD IDE, depois de convertido vamos ter problemas com isso, com a VM desligada, adicione um HD, de qualquer tamanho, IDE, na IDE 0, inicie a VM, faça logon nela, espere o Windows detectar e instalar o HD IDE, vá ao Computer
Management (botão direito do mouse em My Computer e clique em Manage), no Disk Management e confira o disco IDE no status Not Initialized.

Agora desligue a VM e remova o HD IDE e não ligue ela novamente.

O fato é que o VMDK não tem os drivers de HD IDE instalado, por não usar um, quando adicionamos o HD IDE ele inicia e instala os drivers necessários, depois removemos para não atrapalhar, mas os drivers permancem, dessa forma, quando mudarmos o barramento de SCSI para IDE o Windows já terá os drivers e não ocorrerá um erro de Blue Screen of Death!

O próximo passo é fazer o download do StarWinds Converter no link http://www.starwindsoftware.com/converter.

Instale o Converter no servidor e inicie ele, indique a origem (o arquivo VMDK) e depois escolha o tipo da VM, no nosso caso VHD, se for VM de servidor banco de dados, é bom alocar todo o tamanho do disco, caso não, pode ser dinâmica, mas observe bem a necessidade para escolher o tipo da VM.
Feito isso, informe o destino, dependendo do tamanho da VM e da configuração do servidor a conversão poderá demorar um bom tempo.

Concluído o processo, abra o Hyper-V Manager, configure uma nova VM, indique o VHD convertido, conclua a configuração  de processador, memória, etc, e inicie a VM.
Caso ocorra algum erro, analise as permissões no arquivo VHD, instale o Integrations Services, reconfigure o IP da VM e pronto.

VM migrada!

Fonte:Desmonta&CIA

Tags:,

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: