TeamViewer disponível para Linux

TeamViewer Sistema de acesso e manutenção remotos, anteriormente apenas disponível para Windows© e MacOS X, tem versão gratuita para Linux para uso não-comercial.

Segundo informações do fabricante, o TeamViewer já dispõe de uma base instalada de 60 milhões de usuários domésticos, que usam o sistema no Windows e no MacOS X. Usuários de Linux poderão agora ingressar nesse grupo de privilegiados, e acessar remotamente seus sistemas para manutenção, monitoramento, ensino à distância etc.

A criação de uma versão para Linux, ainda segundo declarações do fabricante, deveu-se a uma grande demanda pela solução para a plataforma Linux. Assim, a partir da versão 5, o programa está disponível para download, permitindo um acesso remoto simples a outros computadores conectados à rede. A única premissa para isso é a disponibilidade do

Teamviewer em ambos os computadores a serem conectados — só há uma versão do programa, que reúne todos os recursos necessários (não há uma versão para servidor e outra para o cliente).

TeamViewer

O TeamViewer após a inicialização.

O sistema que deseja iniciar a conexão fornece uma identificação única (ID) e uma senha — que pode ser configurada para permanecer a mesma, mas que normalmente é gerada a cada nova chamada do programa. Através de um dos diversos servidores de autenticação disponíveis pelo mundo via Internet, que inicia uma conexão UDP criptografada com chave de 256 bits entre as duas máquinas, é possível realizar o acesso remoto sem port forwarding e mesmo através de firewalls e roteadores. Apenas quando um servidor proxy ou um firewall equipado com filtro de conteúdo tornam a conexão impossível, a comunicação ocorre através de um servidor TeamViewer. Digna de nota é a velocidade da conexão, mesmo que seja via modem. Na versão 5, o fabricante tornou a compressão ainda mais eficiente, de modo que uma quantidade mínima de dados trafega através da conexão.

A versão para Linux foi portada usando uma versão adaptada do WINE, e funcionou sem problemas nos testes. Ela oferece um grande número de recursos integrados relevantes para a manutenção remota, tais como inversão da direção da conexão, reinicialização do computador, simulação da ativação de uma combinação de teclas (especificamente, Ctrl-Alt-Del) ou simplesmente a transferência confortável de um arquivo de uma máquina para outra. Até mesmo o login múltiplo em um computador compartilhado é possível, por exemplo para fins de treinamento, de modo a demonstrar algum recurso ou característica a vários usuários simultaneamente. Nesse caso, o uso de recursos de chat via VoIP ou vídeo é de grande utilidade, os quais na versão para Linux funcionam somente em uma direção no momento (na recepção). O sistema ainda não oferece suporte para o uso de webcams utilizando o framework V4L (Video4Linux). Por outro lado, é digno de menção o fato de que o TeamViewer lança mão de codecs livres: Speex para áudio e Theora para vídeo. Há ainda algumas limitações na versão para Linux: o recurso white board, através do qual usuários podem escrever em uma “lousa” virtual compartilhada, ainda não funciona, e também ainda não há suporte para conexões via VPN. A disponibilidade de um servidor X é obrigatória, e o programa não transmite consoles virtuais.

Como o fabricante fornece versões do software também para Windows e MacOS X, é possível também acessar esses sistemas remotamente a partir da máquina Linux — ou essa máquina ser acessada por eles. Caso desejado, o sistema pode gravar as atividades executadas no sistema remoto via screencast. Após cadastro na página do fabricante, está disponível também aos interessados o acesso remoto via navegador — há inclusive um aplicativo para acesso através do iPhone.

O programa, em sua versão 5.0.8206 quando da publicação desta notícia, está disponível para download em diversos formatos para Linux: DEB, RPM, um pacote DEB específico para a arquitetura x64 e existe até mesmo uma versão no formato TGZ, que funciona sem a necessidade de instalação. O aplicativo é gratuito para uso doméstico. Para uso comercial, o fabricante oferece algumas modalidades de licenças.

Fonte:Desmonta&CIA

Tags:

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

One response to “TeamViewer disponível para Linux”

  1. Cris says :

    Boa noite.
    Faço acesso remoto da minha casa na minha empresa para ver meu monitoramento, gostaria de saber se o TeamViewer que é o programa que acesso remotamente tem como mandar som do meu programa de monitoramento. Obrigada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: