Antivírus fraudulento para MacOS X diz que computador está infectado

Antivírus fraudulento para MacOS X diz que computador está infectado Especialistas também encontraram kit criador de vírus. Criminosos usam morte de Osama e ‘falha’ no Safari.

Empresas de segurança estão alertando para duas novas ameaças para computadores Macintosh, da Apple, com o sistema MacOS X: o antivírus fraudulento “MAC Defender” e um kit para criação de pragas digitais. Os códigos maliciosos funcionam exatamente como os de Windows. O MAC Defender está sendo disseminado junto com os ataques à computadores Windows usando a morte de Osama bin Laden.

O antivírus fraudulento, descoberto pelas empresas de segurança Intego e Kaspersky, funciona exatamente como as pragas semelhantes para Windows. Ele afirma que o computador está infectado e que pode realizar uma limpeza, mas somente se o programa for comprado por, no mínimo, US$ 60. No entanto, o próprio “antivírus” é a praga e as detecções são falsas ou relacionadas a arquivos que ele mesmo criou no sistema.

O usuário pode ser infectado ao procurar imagens de Osama bin Laden em sites de busca. O líder terrorista foi morto neste domingo (1º) em uma operação do exército norte-americano. Usando uma função no Safari conhecida como “Open safe files after downloading”, o arquivo malicioso é capaz de se baixar e executar sozinho, embora ainda precise de permissão do usuário para se instalar. A função é conhecida por ter problemas de segurança desde 2006, mas não foi removida do navegador.

Um golpe semelhante para Mac foi encontrado em 2008, mas a interface gráfica do programa era diferente. O nome “Mac Defender” também é usado por uma empresa, que afirmou não ter nenhuma relação com a praga virtual.

-macdefender

Kit de criação de vírus
A empresa de segurança dinamarquesa CSIS anunciou a descoberta de um possível kit de criação de vírus para MacOS X chamado Weyland-Yutani. O kit consegue criar códigos maliciosos capazes de roubar senhas do Firefox; funções para o Safari devem ser lançadas “em breve”. Segundo a CSIS, os criminosos prometeram versões do mesmo kit para iPad e Linux. O kit estaria sendo vendido por US$ 1 mil.

Considerado livre de vírus durante muito tempo, a primeira praga virtual para MacOS X surgiu só em 2006. Em 2007, o primeiro vírus com intuito financeiro para a plataforma apareceu e foi batizado de RSPlug. Desde então, outras pragas digitais capazes de atacar computadores da Apple aparecem regularmente, embora em número incomparavelmente inferior ao de Windows.

Anúncios

Tags:

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: