Problemas de ativação do Windows 7 em um notebook

Windows7_Note A venda de notebooks no Brasil disparou. Os financiamentos camaradas ajudam, só que o custo do hardware chegou num ponto tão baixo que o valor do Windows começou a pesar muito. Um aparelho que custa, digamos, R$ 1.400 com o Windows 7 Home Premium é encontrado numa versão sem Windows (com Linux) por algo como R$ 1.000. A diferença é justamente o sistema operacional. Existem também os micros e notebooks que têm hardware suficiente para rodar a versão Home Premium mas que vêm com a Windows 7 Starter Edition, que é bem mais barata do que a Home Premium, a mais indicada para a grande maioria dos usuários.

Num país onde a pirataria corre solta, como acontece aqui no Brasil, muitos usuários resolvem comprar os notebooks mais baratos e correr o risco de utilizar produtos “genéricos”. Deletam o sistema operacional que veio em seus micros novos e colocam o Windows 7 Home Premium ou até o Ultimate, só que esta operação costuma dar origem a várias questões:

Ocorre que existem várias versões de Windows 7 e, dentro de cada versão, existem várias mídias de instalação, como OEM, BOX e ENTERPRISE. Comecemos então por entender essa terminologia:

 

A sigla OEM significa Original Equipment Manufacturer, ou seja, fabricante de equipamentos originais. No caso do Windows, designa as cópias que foram concedidas para um determinado fabricante de computadores.

A sigla LATAM significa LAtin AMerica, ou seja, América latina. Designa aparelhos ou números de série específicos para esta região do planeta.

Não achamos o significado do termo OA EM mas devemos crer tratar-se da mesma coisa que OEM ou alguma de suas variações, uma vez que o termo OEM é muito vago e pode designar várias coisas.

As versões BOX do Windows 7 são as vendidas nas lojas, com uma caixinha (daí o nome) contendo o DVD, o manual e o certificado da licença.

As versões ENTERPRISE são diferentes das vendidas em BOX. Geralmente não vêm em caixa, ou vêm numa caixa que serve para diversos usuários. E esta é a grande diferença em relação às versões BOX, pois as versões ENTERPRISE permitem a instalação em diversos micros usando o mesmo número de série, enquanto que a versão BOX permite apenas um número de série por usuário e portanto só pode ser instalada em um computador.

Neste sentido, as versões ENTERPRISE são bem parecidas com a OEM, a grande diferença é que a versão OEM é “casada” com os micros de determinado modelo de um fabricante específico, enquanto que a versão ENTERPRISE é vendida para uma empresa. Grandes corporações como, por exemplo, a IBM, não compra Windows em BOX, mas sim uma licença ENTERPRISE que permite instalar a mesma cópia em, digamos, 5.000 computadores.

Portanto, no caso do Windows Vista, Windows Server 2008 e Windows 7, o número de série de uma cópia OEM vem “casada” com determinada série de computadores. Como isto é feito? Todo BIOS de computador tem a chamada “tabela SLIC” onde ficam gravados o nome do fabricante e o tipo do aparelho, entre outras informações, que são verificadas pelo ativador do Windows no momento da ativação, e o número de série é casado com determinada tabela SLIC e com determinada mídia de instalação. No caso do leitor, todos os notebooks Toshiba M645 devem provavelmente usar o mesmo número de série. Mas estes número OEM só funciona com a cópia de Windows OEM que veio com o equipamento, não adianta pegar uma cópia de outro aparelho e nem uma cópia de varejo (que vem “em caixa” ou “box”).

Costuma não adiantar sequer pegar um destes “ativadores” para Windows Vista/7. Estes costumam ser feitos para mídias (DVDs) das versões do tipo Enterprise ou Box do sistema, excluindo as versões OEM. Talvez alguns deles (como o Windows7Loader ou o Uloader) funcionem no caso do leitor para “ativar” a cópia, mas devemos ressaltar note que esta “ativação fajuta” não legaliza o software. Usando programas deste tipo aquela instalação de Windows continuará sendo ilegal, mas possivelmente vai começar a passar no teste de produto original da Microsoft e ganhará o “direito” a fazer as atualizações.

Fonte:PNP

Anúncios

Tags:

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

One response to “Problemas de ativação do Windows 7 em um notebook”

  1. willianoldj says :

    Brasileiro nunca está contente com o que vem… já que vai usar Ruindows, por que não comprar um computador que vem com o “melhor” ruindows??? Aff ¬¬
    Por isso que eu não me dou o trabalho de fazer isso, o meu computador veio com Linux e eu tirei o Linux que veio para colocar outro melhor…=D
    O grande problema desses Linux que vem nos PCs de fabrica é que eles são muito “velhos”, agora que eles estão colocando um Mandriva com KDE 4 (pelo sinal é ficou melhor) nos PCs “populares”.
    Logo mais a DELL irá lançar notebooks com o Ubuntu, ai sim vai melhorar as coisas…^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: