Virtualização de Computadores x86

Virtualizacao x86Resumo de alguns conceitos relacionados e virtualização de computadores x86

Desde a criação da primeira máquina virtual x86 nos anos 90, quatro pilares básicos desta tecnologia foram definidos, e são eles que caracterizam um sistema de virtualização:

Particionamento
Um sistema de virtualização deve ser capaz de criar uma VM, que executa seu próprio sistema operacional, independentemente do sistema operacional da máquina real. Este sistema de virtualização deve ser capaz de executar simultaneamente inúmeras máquinas virtuais. Assim, estamos particionando a capacidade máxima de um computador físico em várias máquinas virtuais, que seguem posteriormente papéis específicos.

Benefícios

  • Capacidade de executar inúmeros sistemas operacionais e aplicativos, de forma independente, em um único sistema físico;
  • Servidores reais podem ser consolidados em máquinas virtuais que executam em menos máquinas físicas do que originalmente;
  • É possível fazer a soma de recursos,  como CPU e memória, de várias máquinas físicas, se tornando um pool de recursos à disposição de várias máquinas virtuais, e são alocados dinamicamente conforme a demanda.

Isolamento
Uma máquina virtual deve ser totalmente isolada com relação ao sistema operacional da máquina física, e entre as outras máquinas virtuais. Assim, sempre que uma VM tiver um problema, este ocorrerá somente naquela VM, sem afetar as demais. Os dados não migram de uma máquina virtual para outra e as aplicações se comunicam entre máquinas virtuais, como se estivessem em máquinas reais, através das redes virtuais.

O grande beneficio do Isolamento é manter os aplicativos isolados com os recursos que precisa, como é característico da plataforma x86.

Encapsulamento

Uma máquina virtual é formada por arquivos. Um deles descreve a configuração da máquina, outro contém sua memória RAM. Um importante arquivo é o disco, pois detém a instalação do sistema operacional e aplicativos. Com apenas este arquivo, pode-se restaurar uma máquina virtual completa. Este pilar é fundamental para facilitar o backup, para permitir redundância, e prover uma maneira fácil de mover e copiar máquinas virtuais entre máquinas fisicas diferentes ou até entre localidades diferentes.

Independência de Hardware
É possível mover a máquina virtual entre as máquinas físicas de fornecedores diferentes, sem que haja esforço para ajustar os drivers desta VM. Isso garante total compactibilidade da máquina virtual com qualquer máquina física,  que possa vir a ser executada, inclusive se divulgada pela Internet ou distribuída em DVDs e Pen Drives.

Fonte: Arlindo Maluli

Tags:

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: