ERP: por que os projetos viram dor de cabeça para as empresas?

erp Estudos apontam que, por falta de recursos, áreas de TI relegam atualização a segundo plano, bem como ignoram todas as funcionalidades dos sistemas.

Dois recentes estudos sobre o cenário de TI corporativo demonstram como e por que muitas companhias convivem com o ‘remorso’ de gastar milhões de dólares com licenças, implementação e suporte dos sistemas de gestão empresarial (ERP). As razões para isso são a combinação de uma série de situações, como dificuldade para gestão de portfólio, previsão inadequada de gastos e aplicações mal dimensionadas.

A consultoria Gartner estima que, em 2010, o gargalo mundial TI nas organizações deve chegar a 500 bilhões de dólares – alcançando 1 trilhão de dólares em 2015. Para chegar a esse valor, a entidade calculou quanto as empresas investem em TI e fizeram uma diferença entre o valor que seria realmente necessário para que elas realizassem todos os investimentos necessários.

Para o analista da Gartner Andy Kyte, como forma de contornar essa falta de recursos, muitas empresas evitam gastos com manutenção e atualização de software, o que gera uma série de riscos. “Isso pode ser um problema pequeno em um ou até dois anos, mas depois de algum tempo, a falta de atualização representa um perigo grande”, analisa Kyte.

Isso não é o pior, avisa o especialista. Ele informa que a maior parte dos CIOs tem consciência dessa situação. “O que significa que os gestores de TI nunca esquecem da verdadeira dimensão do problema [de falta de recursos]”, analisa Kyte. “E a situação fica pior a cada ano”.

Um segundo estudo, da consultoria em TI MorganFranklin, oferece um cenário ainda mais perturbador em relação aos problemas com as aplicações corporativas. Dos 350 executivos de TI entrevistados, 53% não usam todas as funcionalidades que os ERPs já instalados em suas empresas oferecem.

Além disso, só metade dos respondentes tem consciência das customizações realizadas nos sistemas de gestão. “Esse desconhecimento impacta na atualização e aumenta custos”, analisa Anil Goel, gerente da Morgan Franklin, no relatório sobre o estudo.

“Essas descobertas mostram que existe muito para educar os usuários em relação às capacidades dos ERPs já instalados”, avalia o especialista. Por outro lado, ele considera que a situação demostra que há uma imensa possibilidade de aumentar o atual retorno sobre investimento nesse tipo de sistema.

Fonte: Desmonta&CIA

Anúncios

Tags:

About Desmonta&CIA

Somos um blog que busca informar aos apaixonados por tecnologia tudo sobre o mundo de TI.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: